Back

A CEM realiza simulacro de emergência conjunto entre Guangdong e Macao para assegurar a capacidade de resposta a situações de emergência e garantir a fiabilidade do fornecimento de energia

Macau, 5 de Julho de 2012

Desde que a Subestação de 220kV do Canal dos Patos entrou em funcionamento em 2008, a economia de Macau tem crescido a um ritmo acelerado. Com um crescimento de 74% do PIB desde então, o consumo total de energia em Macau aumentou 15% de 3.475 GWh em 2008 para 4.002 GWh em 2011.

Devido ao disparar do preço do petróleo e o fornecimento insuficiente de gás natural, Macau depende ainda em grande escala da importação para suprir as necessidades de energia. Em 2011, 79% da energia consumida em Macau foi importada da Guangdong Power Grid Corporation (GPG). Para fazer face ao aumento da procura de energia e melhorar a fiabilidade do fornecimento de energia via Guangdong, a CEM despendeu 424 milhões de patacas para construir a segunda interligação de 220kV com a GPG. Localizada entre o Cotai Strip e a ilha de Heng Qing, a interligação inclui um cabo em ‘espinha dorsal’ com 26 km, a Subestação Lotus e dois cabos de transporte de 350MVA. De acordo com o padrão de segurança N-1, a capacidade de importação foi aumentada substancialmente até 900MVA. Esse facto vai melhorar eficazmente a fiabilidade do fornecimento de energia da China Southern Power Grid Co. Ltd. e a estabilidade dos preços da electricidade. Actualmente a nova interligação está em fase de teste. Para assegurar um funcionamento sem sobressaltos da rede, a Direcção de Despacho da Rede de Energia Eléctrica da CEM, em conjunto com o Centro de Despacho de Energia de Guangdong da Guangdong Power Grid Corporation e o Centro de Despacho da Rede da Direcção de Fornecimento de Energia de Zhuhai, levaram a cabo um simulacro de emergência no final de Junho. O objectivo deste exercício é testar a capacidade de resposta e a cooperação entre as três partes em caso de acidente, e testar a compreensão e familiaridade dos operadores de despacho da operacionalidade da rede, e as medidas de controlo relevantes no actual ambiente de funcionamento.

O exercício simulava uma situação em que o fornecimento de energia proveniente de todos os 5 cabos de 220kV que ligam Macau à rede energética de Guangdong era interrompido por completo e não podia ser restabelecido num curto espaço de tempo, e o fornecimento de energia através de todas as centrais térmicas de Macau era suspensa simultaneamente. Nessas circunstâncias, a interligação alternativa de 110kV que liga Macau e Guangdong foi iniciada, e mais tarde as centrais térmicas da CEM recomeçaram o seu funcionamento. Quando a interligação de 220kV foi reparada, o fornecimento de energia foi revertido à interligação de 220kV, e o funcionamento das redes de fornecimento de energia de Macau voltou a normal.

As três partes envolvidas concordaram que o exercício testou a compreensão e familiaridade dos seus centros de despacho com o modo de funcionamento da rede existente e as medidas de controlo essenciais. São de opinião que o exercício atingiu os seus objectivos projectados, tendo sido reforçada a confiança no que diz respeito à fiabilidade do fornecimento de energia a Macau.

Previous
Next
Baixe o APP CEM
google pay app store
© 2022 Companhia de Electricidade de Macau – CEM, S.A. Todos os direitos reservados.
Termos de Utilização do Website da CEM | Declaração de Recolha de Dados Pessoais