Back

Assembleia Geral Anual da CEM

Macau, 26 de Março de 2012

A Assembleia Geral Anual da Companhia de Electricidade de Macau - CEM, S.A. (CEM) realizou-se hoje no Edifício CEM.

Na Assembleia Geral Anual foi aprovado o Relatório Anual de 2011. O ano de 2011 foi o primeiro ano em que a CEM operou no âmbito da extensão do Contrato de Concessão do Serviço Público de Fornecimento de Energia Eléctrica à RAE de Macau. É com prazer que a CEM vira uma nova página na sua história, e assiste a esta suave transição. Em 2011, o consumo total bruto atingiu os 4.002 GWh, representando um aumento de 5,1% em relação a 2010. O pico da procura atingiu os 725MW, um incremento de 4,9%.

Ao longo de 2011, os preços da energia primária continuaram a tendência ascendente e voltaram a atingir novos máximos. Os preços desfavoráveis do combustível e a indisponibilidade de utilização de gás natural fizeram com que a CEM privilegiasse a importação de energia eléctrica em 79% das necessidades energéticas de Macau.

O desempenho da CEM quanto à fiabilidade do serviço de fornecimento de energia eléctrica manteve-se notável em 2011. O Índice da Duração Média dos Tempos de Interrupção (SAIDI) situou-se nos 2,38 minutos , o Índice da Frequência Média de Interrupção (SAIFI) situou-se em 0,19 , enquanto que o Índice de Disponibilidade Média do Serviço (ASAI) atingiu 99,9995% , resultados uma vez mais de elevada qualidade, comparáveis aos melhores desempenhos a nível mundial.

A CEM tem feito todos os possíveis por manter as tarifas estáveis para os cidadãos de Macau. Com o apoio do Governo da RAE de Macau, a CEM contribuiu para manter estáveis as tarifas de 99% dos seus clientes, os quais beneficiaram de descontos até 10% no valor da Cláusula de Ajustamento da Tarifa do Grupo Tarifário A.

Devido ao facto de 2011 ter sido o primeiro ano completo de redução do lucro permitido para 9,5%, conforme estipulado nos termos e condições da extensão do Contrato de Concessão, o lucro líquido final totalizou MOP479 milhões, uma diminuição de 7% (MOP35 milhões) em comparação a 2010, e menos 15% (MOP86 milhões) em comparação com 2009. Não obstante esta redução, a CEM investiu mais de MOP690 milhões4 para melhorar e desenvolver a infra-estrutura local, de modo a corresponder ao rápido desenvolvimento económico de Macau. O investimento total é superior em mais de 44% em relação ao valor do lucro obtido.

Um dos principais projectos da CEM, a segunda interligação de 220kV com a Guangdong Power Grid – a Interligação Lótus, e a respectiva Subestação de 220kV, deverão estar operacionais em meados de 2012. A CEM apoia também activamente o projecto do novo campus da Universidade de Macau na Ilha de Hengqin.

O ano de 2012 é um ano de comemorações, incluindo o 28o. aniversário da interligação com a Guangdong Power Grid e o 40º. aniversário da CEM. A CEM irá trabalhar lado a lado com o Governo da RAE de Macau dando continuidade à cooperação de sucesso de longa data, para assim beneficiar o desenvolvimento de Macau. Na Assembleia Geral foram também nomeados os seguintes membros do Conselho Fiscal:

Presidente: Região Administrativa Especial de Macau (representada por Paulo Tse) Vogais: Sino-French WD (Macao) Co. Ltd (representada por Kuan Sio Peng); EDP Asia - Investimento e Consultadoria, Limitada (representada por José da Guia Rodrigues dos Santos)

Previous
Next
Baixe o APP CEM
google pay app store
© 2022 Companhia de Electricidade de Macau – CEM, S.A. Todos os direitos reservados.
Termos de Utilização do Website da CEM | Declaração de Recolha de Dados Pessoais