Back

Oito estagiários da Associação de Para-olímpicos de Macau concluem o programa de estágio ‘Estrelas em Potência da CEM', três dos quais vão continuar a trabalhar na CEM

Macau, 10 de Janeiro de 2012

A Companhia de Electricidade de Macau, CEM - S.A. (CEM) e a Associação de Para-olímpicos de Macau (MSO) celebraram hoje no Edifício CEM a cerimónia de encerramento do programa de estágio ‘Estrelas em Potência da CEM’. Os estagiários receberam diplomas da CEM e partilharam as suas experiências e sentimento sobre o programa. De entre os convidados presentes, destaca-se Tang Ut Mei, Chefe do Departamento de Emprego da Direcção dos Serviços Para os Assuntos Laborais, Choi Io Chan, representante da Direcção dos Serviços de Educação e Juventude, Lok Lai Wun, representante do Instituto de Acção Social, bem como os deputados Angela Leong, Mak Soi Kun e Chan Wai Chi, membros da Comissão Para os Assuntos de Reabilitação, membros da Comissão de Ligação CEM-Clientes, a Presidente da Associação de Para-olímpicos de Macau Ada Lo, o Director Nacional da Associação de Para-olímpicos de Macau, Siu Yu Hong Hetzer, e o Presidente da Comissão Executiva da CEM, Franklin Willemyns.

Franklin Willemyns dirigiu-se aos presentes relembrando que a CEM colabora com a Associação de Para-olímpicos de Macau desde 1996, recrutando indivíduos referenciados por esta entidade para trabalhar na limpeza de viaturas. Ao longo dos anos, a CEM tem apoiado voluntariamente várias actividades organizadas pela MSO, encorajando os seus empregados a participarem em trabalhos de voluntariado. Oito formandos da MSO trabalharam com afinco em seis departamentos da CEM, nomeadamente na Direcção de Recursos Humanos, na Direcção de Aprovisionamento e Logística, na Direcção de Sistemas de Informação, na Direcção de Operação e Manutenção da Rede, na Direcção de Despacho da Rede de Energia Eléctrica e no Gabinete de Comunicação e Relações Públicas, ao longo de um período de quatro meses.

Franklin Willemyns crê que estes estagiários aumentaram as suas competências sociais e de trabalho durante o período de formação. Além disso, os responsáveis dos departamentos apreciaram as suas capacidades, considerando-os cumpridores dos objectivos do trabalho proposto. Como tal, a CEM decidiu contratar três desses estagiários como empregados com contrato a curto-prazo, reconhecendo o seu contributo à empresa. Willemyns aproveitou a ocasião da cerimónia de encerramento para os felicitar, esperando que a CEM estabeleça o exemplo para encorajar outras instituições de Macau a proporcionar oportunidades de emprego a pessoas com necessidades especiais e ajudá-los a integrarem-se melhor na sociedade.

Siu Yu Hong Hetzer, Director Nacional da Associação de Para-olímpicos de Macau, expressou a sua gratidão à CEM por esta cumprir de forma proactiva as suas responsabilidades sociais, proporcionando oportunidades de estágio a cidadãos com deficiência intelectual, enquanto apoia a actividade ‘Empregar cidadãos com incapacidade mental, ajudar a sua integração na sociedade’, para apoiar estes indivíduos a darem largas aos seus talentos. O programa de estágio ‘Estrelas em Potência da CEM’ não é um mero estágio, mas funciona como processo de formação que proporciona aos intelectualmente diminuídos uma valiosa experiência de trabalho. Siu Yu Hong Hetzer agradeceu de forma especial aos empregados da CEM que participaram no programa, e que despenderam o seu tempo e energia acompanhando os estagiários. Sob a sua cuidadosa orientação e sincera preocupação, bem como aceitação e reconhecimento, os formandos sentiram que o seu trabalho foi valorizado, e em consequência disso mostraram-se mais entusiastas na sua função e demonstraram aspirações a um desenvolvimento sustentado. Após o programa de estágio, a maioria dos formandos haviam já desenvolvido um sentimento de pertença à empresa. Apesar da sua relutância em partir, todos se sentiram mais confiantes em enfrentar os desafios no mercado de emprego. Apesar de vários sectores demonstrarem agora mais atenção à questão da empregabilidade de cidadãos com deficiência intelectual, as oportunidades de emprego são ainda muito limitadas para eles. Por isso, Siu Yu Hong Hetzer apelou às empresas para que proporcionem mais empregos a estes cidadãos, para promover a responsabilidade social e um desenvolvimento sustentado da igualdade e justiça sociais, e atingir uma situação favorável para ambas as partes. Com os olhos postos no futuro, espera que o governo reforce o seu apoio a esta classe, e os ajude na procura de empregos, optimizando e consolidando os serviços de apoio, e continuando a implementar empresas sociais como uma plataforma para as pessoas com deficiência obterem oportunidades de emprego. Ao mesmo tempo, o governo e as empresas de grande dimensão devem tomar a dianteira no emprego de cidadãos com deficiência intelectual.

Um dos estagiários do programa disse no evento: ‘Gostaria de expressar a nossa gratidão à CEM por proporcionar a oito de nós diversas responsabilidades, como o processamento de texto, fotocópias, envio de faxes, entrega de documentos, limpeza de computadores e catalogação. Chegados ao fim deste estágio de quatro meses, queremos agradecer a todos os chefes de departamento, supervisores e colegas pela vossa orientação e cuidado. Demonstraram paciência a ensinar-nos, e aprendemos muito com eles. Relacionámo-nos muito bem com os colegas no decurso do programa. Esta é uma cerimónia de graduação para nós, estagiários. Apesar da nossa relutância em partir, vamos levar connosco a orientação e cuidado de todos os chefes, supervisores e colegas’.

Previous
Next
Baixe o APP CEM
google pay app store
© 2022 Companhia de Electricidade de Macau – CEM, S.A. Todos os direitos reservados.
Termos de Utilização do Website da CEM | Declaração de Recolha de Dados Pessoais