Back

A CEM Completou o Primeiro Caso do “Programa de Subsídio para Melhoria da Segurança de Instalações Eléctricas em Áreas Comuns de Edifícios Antigos Baixos”

Macau, 15 de Junho de 2021

De acordo com o “Programa de Subsídio para Melhoria da Segurança de Instalações Eléctricas em Áreas Comuns de Edifícios Antigos Baixos”, que foi lançado pela Companhia de Electricidade de Macau - CEM, S.A. (CEM) em finais de 2020, a remodelação do primeiro caso subsidiado, o Edf. Fai On, foi concluída com successo com o apoio de vários departamentos governamentais e os esforços conjuntos dos colaboradores da CEM, empreiteiros e clientes.

O Edf. Fai On está localizado na Rua do Rebanho. A caixa de colunas do prédio está seriamente enferrujada, e ainda apresenta orifícios na caixa, que perdeu a sua função protectora. As caixas de colunas podem ser afectadas por infiltrações de água a qualquer momento ou mordidas por ratos o que pode causar um curto-circuito, e pode até causar um incêndio. O “Programa de Subsídio para Melhoria da Segurança de Instalações Eléctricas em Áreas Comuns de Edifícios Antigos Baixos” tem como princípio a salvaguarda da segurança pública. A prioridade será dada a casos de alto risco com perigos eléctricos imediatos. A remodelação do Edf. Fai On cobriu as instalações eléctricas nas áreas comuns de todo o prédio, incluindo a substituição do quadro-geral de baixa tensão, do quadro de colunas, da caixa de contadores, da(s) coluna(s) montante(s) e da caixa de colunas. Após a remodelação, as respectivas instalações cumprirão com as especificações técnicas da CEM existentes. Além disso, considerando que os moradores poderão precisar aumentar a sua potência contratada no futuro, a capacidade de fornecimento de energia das instalações eléctricas nas áreas comuns foi também aumentada durante a remodelação.

O “Programa de Subsídio para Melhoria da Segurança de Instalações Eléctricas em Áreas Comuns de Edifícios Antigos Baixos” foi estabelecido pelos accionistas da CEM com uma contribuição de 30 milhões de patacas para subsidiar a remodelação de instalações eléctricas nas áreas comuns de edifícios antigos com mais de 30 anos e menos de 7 andares. Estes edifícios são definidos como edifícios "three-nil" (ou seja, sem entidades de gestão, organizações de moradores e empresas de gestão de condomínios) que se encontram em perigo eminente. A CEM espera melhorar a segurança eléctrica e ajudar os residentes a eliminar potenciais riscos de segurança. Estima-se que 150 a 200 edifícios possam vir a ser subsidiados para a remodelação das instalações eléctricas nas áreas comuns nos próximos três anos, beneficiando cerca de 3.000 habitações.

Desde o lançamento do programa, a CEM inspeccionou e avaliou mais de 2.800 edifícios. Na primeira fase, 44 edifícios foram identificados como encontrando-se em perigo eminente com necessidade urgente de remodelação, envolvendo cerca de 800 habitações. A CEM tem vindo a enviar cartas para informar os respectivos edifícios. Ao receber a confirmação de aceitação do subsídio por parte dos moradores do prédio, os empreiteiros da CEM fornecerão orçamentos com base na situação real. A CEM irá subsidiar 80% do custo total do projecto, sendo que os restantes custos serão suportados pelos proprietários. Com o apoio dos departamentos governamentais relevantes, a CEM conduzirá a supervisão técnica de acordo com as leis e regulamentos para orientar os empreiteiros a realizarem a remodelação de forma ordenada.

A CEM inspecciona e avalia regularmente edifícios que se encontram em perigo eminente com necessidade urgente de reparação. São elegíveis para o subsídio os edifícios residenciais (excluindo habitação económica e social) com 30 anos ou mais, com um máximo de sete andares e sem elevadores (excluindo lojas), além de não receberem subsídios relativos às instalações eléctricas nas áreas comuns por parte do Instituto de Habitação de Macau (IHM) nos últimos três anos. Os cidadãos podem visitar o site da CEM (www.cem-macau.com) para verificar se o seu edifício está na “Lista de Edifícios Elegíveis”, inserindo o nome do edifício e ficar a conhecer melhor sobre os detalhes do programa de subsídio. A lista será actualizada regularmente.

A CEM lembra aos cidadãos que os acidentes relacionados com instalações eléctricas nas áreas comuns dos edifícios, como descargas eléctricas, falhas de energia, incêndios e até explosões, têm ocorrido frequentemente durante a época de pico do consumo de electricidade no Verão. As instalações eléctricas nas áreas comuns de um edifício são de propriedade conjunta dos proprietários, que devem assumir a responsabilidade de contratar técnicos electricistas experientes para realizar manutenção e reparação regulares para garantir a segurança eléctrica e residencial.

Previous
Next
Baixe o APP CEM
google pay app store
© 2022 Companhia de Electricidade de Macau – CEM, S.A. Todos os direitos reservados.
Termos de Utilização do Website da CEM | Declaração de Recolha de Dados Pessoais