Back

A CEM organiza seminários em colaboração com associações para apresentar os projectos de optimização do fornecimento de energia em zonas antigas

Macau, 22 de Julho de 2020

Com o desenvolvimento dos negócios e as mudanças no estilo de vida, a procura de energia eléctrica por parte de comerciantes e moradores aumentou bastante. Para optimizar o fornecimento de energia nas zonas antigas e fazer face à crescente procura de energia eléctrica no futuro, a CEM e o Governo da RAE de Macau selecionaram nove locais em Macau, Taipa e Coloane, respectivamente, para a construção de postos de transformação adicionais. Os projectos serão executados a partir de Julho deste ano e até ao início do próximo ano. Os locais incluem o Beco dos Faitiões, o Largo do Aquino, um terreno próximo da Travessa do Cais No. 14, a Travessa dos Mercadores No. 3, o cruzamento entre a Rua da Tercena e a Travessa do Armazém Velho, a Rua Entre-Campos, o Beco da Rosa, um lote de terreno em frente à Rua Correia da Silva No. 35, na Taipa, e a área pedonal, perto da Rua do Tassara, em Coloane.

Para permitir que o público e as partes interessadas entendam os novos projectos de postos de transformação, melhoramentos em instalações eléctricas nas áreas comuns dos edifícios e o processo de pedido para aumento da potência contratada, a CEM organizou seminários em Junho e Julho sobre “Projectos de distribuição de energia da CEM para melhorar o fornecimento de energia em zonas antigas” em colaboração com a União Geral das Associações de Moradores de Macau, a Associação de Promoção do Desenvolvimento Distrital, a Associação Geral do Sector Imobiliário de Macau, a Associação Comercial de Fomento Predial de Macau, a Associação dos Empresários do Sector Imobiliário de Macau e a Associação de Gestão Imobiliária de Macau. De entre os representantes presentes nos seminários estavam Leong Hong Sai, Vice-Director da União Geral das Associações de Moradores de Macau; Chan Chi Seng, Presidente da Associação de Moradores da Taipa e outros líderes de associações distritais da União Geral das Associações de Moradores de Macau; Chan Tak Seng, Presidente da Associação de Promoção do Desenvolvimento Distrital; Ung Choi Kun e Kuan Vai Lam, Presidente Executivo e Presidente do Conselho de Administração da Associação Geral do Sector Imobiliário de Macau; Lok Wai Tak, Presidente da Associação Comercial de Fomento Predial de Macau; U Chong In, Vice-Presidente da Associação dos Empresários do Sector Imobiliário de Macau; e Jackey Chui, Presidente da Associação de Gestão Imobiliária de Macau; entre outros.

Além disso, a CEM enviou também anteriormente cartas para notificar os moradores e comerciantes nas zonas dos projectos que, se for necessário um aumento de energia, eles podem solicitar à CEM um aumento da potência contratada através do Portal e-Serviços da CEM, app e-Serviços, WeChat da CEM, Linha Info (2833 9911) e Centros de Atendimento a Clientes até 31 de Julho de 2020. Assim, os projectos de alteração da rede relacionados com pedidos de aumento de energia dos clientes podem ser integrados no plano geral. Quaisquer pedidos feitos após o prazo podem resultar num prolongamento do tempo de processamento devido a múltiplas escavações. Os proprietários devem ter em atenção de que o pedido de aumento de potência contratada envolverá o pagamento da taxa de ligação e o projecto do cliente poderá exigir reparações ou remodelações devido ao envelhecimento das instalações eléctricas nas áreas comuns do edifício.

Previous
Next
Baixe o APP CEM
google pay app store
© 2022 Companhia de Electricidade de Macau – CEM, S.A. Todos os direitos reservados.
Termos de Utilização do Website da CEM | Declaração de Recolha de Dados Pessoais