Back

A CEM realiza simulacros de restabelecimento de energia com o IAS para as suas instalações de serviço social em zonas baixas, como preparação para a época de tufões

Macau, 20 de Maio de 2020

Macau entrou na época de tufões. De acordo com a previsão da Direcção dos Serviços de Meteorologia e Geofísica de Macau (SMG), cerca de quatro a seis ciclones tropicais entrarão a 800 quilómetros de distância de Macau este ano, com a possibilidade de atingir um nível de tufão forte ou acima. A época de tufões deve começar em meados de Junho ou mais tarde e terminar no final de Setembro. A Companhia de Electricidade de Macau - CEM, S.A. (CEM) fortalece continuamente a optimização de instalações de energia em zonas baixas, o que inclui optimizar a estrutura da rede de média tensão, elevar as instalações de energia, instalar barreiras contra inundações, fortalecer a cobertura das entradas de cabos, bem como instalar sistemas de alarme de inundação, detectores de inundação e bombas de depósito em postos de transformação, etc., de modo a melhorar continuamente os recursos de prevenção de desastres e resiliência das instalações de energia. Em termos de medidas a longo prazo para melhorar a prevenção de desastres e a resiliência de novos edifícios em zonas baixas, a CEM estipulou nas “Especificações técnicas para instalações eléctricas de novos edifícios” que as instalações eléctricas em novos edifícios devem ser instaladas acima de +4,21msl, o nível de protecção contra inundações estabelecido pelo Governo da RAE de Macau.

Durante um tufão, fortes inundações podem ocorrer em zonas baixas aquando da passagem da tempestade, levando a condições graves, como explosões devido a fugas de corrente em instalações de distribuição de baixa tensão. Para garantir a segurança pessoal e patrimonial dos cidadãos, bem como evitar danos nas instalações elécricas e acelerar o restabelecimento da energia após o retrocesso das águas, a CEM deve tomar a iniciativa de suspender o fornecimento de energia em algumas zonas baixas, tendo por base a situação das inundações.

Em resposta à necessidade dos idosos de usar continuamente equipamentos de suporte de vida em centros de idosos situados em zonas baixas, a CEM tem trabalhado em estreita colaboração com o Instituto de Accção Social (IAS) para prestar apoio técnico e aconselhamento na formulação de planos de interrupção de energia, instalação ininterrupta de fornecimento de energia e elevação de equipamentos eléctricos, etc., com o objectivo de resolver as suas necessidades de utilização de energia durante a suspensão do fornecimento. A CEM estabeleceu também um mecanismo de priorização do restabelecimento da energia para minimizar o impacto nos utentes dos centros de idosos.

Para se preparar para a época de tufões o mais cedo possível, a CEM cooperou com o IAS para realizar simulacros de restabelecimento de energia de emergência para as instalações de serviço social do IAS situadas em zonas baixas. No seguimento do simulacro anterior com o Centro de Idosos Ian Oi, hoje foi também realizado um simulacro no Asilo de Felicidade para testar a caixa de distribuição de fornecimento temporário recém-instalada e o plano de fornecimento de energia temporário. Os resultados esperados com a realização dos dois simulacros foram alcançados.

A CEM apela aos cidadãos para que se preparem para uma possível suspensão do fornecimento de energia e prestem atencão às informações actualizadas publicadas no site da CEM (www.cem-macau.com), na página de Facebook e WeChat, bem como às notícias divulgadas pelo Governo da RAE de Macau durante o tufão.

Previous
Next
Baixe o APP CEM
google pay app store
© 2022 Companhia de Electricidade de Macau – CEM, S.A. Todos os direitos reservados.
Termos de Utilização do Website da CEM | Declaração de Recolha de Dados Pessoais