Back

Programa de Estágio “Estrelas em Potência da CEM” chega ao fim, promovendo uma sociedade inclusiva em Macau

Macau, 5 de Dezembro de 2018

A CEM tem vindo a organizar o programa de estágio “Estrelas em Potência da CEM” em parceria com a Associação de Para-olímpicos de Macau (MSO) desde 2010, com o objectivo de ajudar mais pessoas com deficiência intelectual a entrarem no mercado de trabalho, e assim contribuir para a comunidade. A Cerimónia de Encerramento teve lugar no dia 5 de Dezembro no Hotel Harbourview. Seis estagiários concluíram o Programa de Estágio, tendo recebido certificados da CEM durante a Cerimónia.

De entre os convidados presentes na Cerimónia estavam Sun Zhijun, Vice-director do Departamento de Acção Social do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAE de Macau, Jackie So, Chefe da Divisão de Serviços de Reabilitação do Instituto de Acção Social de Macau, Lei Chi Fong, Vice-presidente da Comissão de Ligação CEM-Clientes, Lau Veng Lin, Raymond Wong e Andy Tam, membros da Comissão de Ligação CEM-Clientes, bem como membros da Comissão para os Assuntos de Reabilitação, Hetzer Siu, Director Nacional da MSO, e Iun Iok Meng, Assessor da Comissão Executiva da CEM.

Este ano, o programa de estágio “Estrelas em Potência da CEM”, com a duração de doze semanas, teve início em Setembro. Um total de seis estagiários trabalharam em diferentes departamentos da CEM, nomeadamente na Direcção de Sistemas de Informação, Direcção de Aprovisionamento e Logística, Direcção de Despacho da Rede de Energia Eléctrica, Direcção de Transporte e Distribuição, Direcção de Recursos Humanos e Sustentabilidade, e Gabinete para os Assuntos Regulatórios e Comunicação Empresarial. Num período de nove anos, sessenta estagiários completaram o programa. O programa visa ajudar os formandos a desenvolver o seu potencial, aprimorar as suas competências de trabalho e a sua capacidade de trabalhar de forma independente, desenvolver uma atitude positiva de trabalho e de autoconfiança e fortalecer as suas relações sociais, de modo a estabelecer uma base sólida para o desenvolvimento da sua carreira no futuro.

Iun Iok Meng afirmou no seu discurso que o programa de estágio de doze semanas chegou ao fim num piscar de olhos. Sob a orientação de colegas da CEM, os seis formandos que estavam nervosos no início conseguiram trabalhar de forma independente seguindo as instruções dadas. O seu crescimento e progresso indicam claramente que pessoas com deficiência intelectual podem desempenhar um bom trabalho se lhes forem dadas oportunidades e apoio. Enquanto formos mais atenciosos e encorajadores e tivermos tempo para ensiná-los, eles também podem ter um bom desempenho. Iun espera que mais empresas em Macau proporcionem oportunidades de estágio e emprego a pessoas com deficiência intelectual, por forma a ajudá-las a desenvolver o seu potencial, integrar-se na sociedade e construir uma sociedade inclusiva e harmoniosa.

Hetzer Siu agradeceu à CEM pelos seus esforços no cumprimento da responsabilidade social corporativa. Siu afirmou que a CEM há muito que se preocupa com as necessidades de emprego das pessoas com deficiência intelectual, dando-lhes oportunidades de estágio num ambiente de trabalho real, por forma a ajudá-las a encontrar emprego e construir uma comunidade sem barreiras. Até ao momento, participaram no programa sessenta estagiários, sendo que mais de metade arranjaram emprego, indicando que o programa de estágio tem sido eficaz na promoção do emprego de pessoas com deficiência intelectual. Hetzer Siu disse que os supervisores e coordenadores da CEM que participaram no programa têm desempenhado o papel de instrutores de emprego. Tais supervisores são particularmente importantes para os formandos uma vez que os ajudam a adaptar-se aos trabalhos, tais como instruí-los a adquirir competências de trabalho, a entender procedimentos e a desenvolver hábitos de trabalho, assim como prestar-lhes apoio emocional. Siu pediu que o governo, as empresas comerciais e as PMEs apoiassem o emprego de pessoas com deficiência intelectual e, ao mesmo tempo, organizassem colaboradores como instrutores de emprego, por forma a ajudar os deficientes intelectuais a se integrarem perfeitamente no ambiente de trabalho e encorajá-los a manter um emprego estável, tornando-se assim uma nova força no mercado de trabalho de Macau.

Na cerimónia de encerramento, Leong Veng San, uma estagiária que trabalhou na Direcção de Aprovisionamento e Logística, partilhou a sua experiência no programa. Ela disse estar grata à CEM e à MSO por esta oportunidade de estágio. Durante o estágio teve essencialmente funções administrativas. Quando encontrou dificuldades, o seu supervisor esteve sempre disposto a prestar-lhe ajuda. Ela lembrou que um dia esqueceu-se dos procedimentos de trabalho porque não estava a sentir-se bem. O seu supervisor foi atencioso com ela e ensinou-lhe uma vez mais os procedimentos com paciência. Além disso, os seis formandos receberam formação extra em formatação de documentos de computador, todos os Sábados, no centro de formação da MSO. Leong acredita que aprender mais competências poderá contribuir para melhorar a sua competitividade de emprego e tornar mais fácil a sua integração na sociedade no futuro.

Depois de receberem os certificados da CEM, os estagiários ofereceram lembranças aos seus supervisores, como forma de agradecimento pela sua orientação e carinho. Por último, Hoi On Kei cantou “For You” em representação dos estagiários para agradecer a todos os convidados pela sua presença na cerimónia de encerramento.

Previous
Next
Baixe o APP CEM
google pay app store
© 2022 Companhia de Electricidade de Macau – CEM, S.A. Todos os direitos reservados.
Termos de Utilização do Website da CEM | Declaração de Recolha de Dados Pessoais