Back

A CEM Apoia o Desenvolvimento da Cidade Verde e Inteligente

A Companhia de Electricidade de Macau - CEM, S.A. (CEM) organizou um Almoço de Primavera com os Órgãos de Comunicação Social no MGM Macau no dia 22 de Fevereiro de 2019, convidando os principais responsáveis e jornalistas do sector dos média local para celebrar conjuntamente o Ano do Porco, bem como agradecer o seu apoio ao longo do último ano. Durante o almoço realizaram-se sorteios e jogos, num ambiente bastante animado e festivo.

De entre os convidados presentes estavam Bernie Leong, Presidente da Comissão Executiva da CEM; Benjamin Yue, Assessor Principal da Comissão Executiva da CEM; Jane Leong, Directora da Direcção de Clientes; Billy Chan, Director da Direcção de Transporte e Distribuição; Evan Liu, Director da Direcção de Despacho da Rede de Energia Eléctrica; e Edmond Etchri, Director da Direcção de Produção.

Antes do almoço, Bernie Leong, Presidente da Comissão Executiva da CEM, fez uma análise do desempenho da CEM no ano passado e apresentou aos média os seus planos para o próximo ano. O consumo bruto de energia de Macau atingiu 5.528 GWh em 2018, aumentando 2,8% em termos homólogos. O Índice de Disponibilidade Média do Serviço (ASAI) atingiu 99,9998%, permitindo à CEM assumir a liderança mundial em termos de nível de serviço de fornecimento de energia. Quanto à diversificação das fontes de energia, a energia eléctrica importada da China continental representou aproximadamente 90% do consumo total de energia de Macau, enquanto que a produção local de energia e a energia eléctrica adquirida à Central de Incineração de Resíduos de Macau tomaram a restante percentagem.

O investimento na infraestrutura da rede de fornecimento de energia de Macau está intimamente relacionado com o futuro da região. Para melhorar ainda mais a fiabilidade do fornecimento de energia e reforçar a rede de transporte e distribuição, foi gasto um montante de até MOP1,4 mil milhões em 2018. Em particular, cerca de 80% foram utilizados para a expansão e manutenção da rede de transporte e distribuição.

Para optimizar o mecanismo de resposta a tufões e melhorar as respectivas medidas de acção, com as lições tiradas com o tufão Hato, a CEM implementou uma série de medidas de melhoramento e controlo de inundações. Essas medidas incluem a elevação de postos de transformação, caixas de distribuição de baixa tensão e portinholas, optimização da estrutura do anel de média tensão, bem como a instalação de barreiras anti-inundações e sistemas de alarme de inundações. Quando o tufão Mangkhut atingiu Macau, a CEM tomou a iniciativa de suspender o fornecimento de energia em zonas baixas da cidade para garantir a segurança dos cidadãos e proteger as instalações de fornecimento de energia, por forma a encurtar o tempo de restabelecimento de energia. A CEM está actualmente a melhorar as suas medidas de acção para, de forma abrangente, melhorar a sua capacidade de prevenção de desastres e a resiliência das instalações de energia em Macau durante tufões.

Por outro lado, a CEM sempre prestou muita atenção à renovação e transformação de equipamentos de energia nos bairros mais antigos, sendo que o apoio dos residentes é fundamental para a modificação das instalações de energia dos clientes. Deste modo, a CEM procedeu à revisão, em 2018, das especificações técnicas das instalações de energia existentes. As instalações eléctricas de novos edifícios em zonas baixas da cidade devem ser instaladas acima do nível de protecção contra inundações definido pelo governo. A CEM realizou vários seminários para apresentar as revisões efectuadas a grupos profissionais.

Além disso, a CEM tem vindo a apoiar activamente os esforços do Governo da RAE de Macau na promoção da condução verde, continuando a expandir a rede de carregamento de veículos eléctricos (VE). 50 estações de carregamento de VE foram instaladas recentemente, entre as quais 20 no exterior. Actualmente, existem um total de 172 espaços de carregamento de VE em Macau, cobrindo 70% dos parques automóveis públicos. Além de minimizar a necessidade de modificar as instalações eléctricas nas áreas comuns dos edifícios devido a configuração de energia inadequada, é necessário que os espaços de estacionamento de novos edifícios estejam apetrechados com equipamento que permita o carregamento de VE, incluindo caixas de distribuição específicas, cablagem própria, tomadas, etc., o que vai permitir promover o uso de VE.

Para optimizar a experiência online do serviço a clientes, foi adicionada uma secção sobre VE na App e-Serviços da CEM. O cartão de VE original foi substituído pelo aplicativo móvel. O novo “processo de carregamento sem cartão” é assim mais inteligente. Todo o processo de carregamento é feito através do telemóvel, incluindo a activação do carregador, o processo de iniciação e término do carregamento, consulta sobre o estado do carregamento e respectivos registos, bem como o reporte de problemas com o carregamento, o que pode ser conveniente para os utilizadores. A CEM criou também uma conta oficial de WeChat. Os clientes só precisam seguir a conta da CEM e anexar as suas facturas de electricidade ou a sua conta e-Servicos para lhes serem prestados serviços a qualquer hora e receberem informações actualizadas sobre as actividades da CEM.

Olhando para 2019, a CEM continuará a investir em grandes projectos de infraestruturas para impulsionar o desenvolvimento da cidade. Por forma a aliar-se ao desenvolvimento da cidade inteligente, a CEM continuará a associar-se ao Governo para optimizar as instalações de carregamento de VE, irá também gradualmente alavancar a implementação da infraestrutura de contadores inteligentes, apoiar o Governo no projecto do túnel de serviços comuns, e promover a implementação de sistemas de geração fotovoltaica ligados à rede. A instalação de postes de iluminação inteligentes na Rua de D. Belchior Carneiro, no Campus da Universidade de Macau em Hengqin, e na Avenida da Amizade, em carácter piloto, será concluída no início de 2019.  

A protecção ambiental e a inteligência artificial tornaram-se na grande tendência. A CEM esforçar-se- á em suprimir o papel, como por exemplo através da utilização de contratos e assinaturas electrónicas no serviço ao cliente. Ao mesmo tempo, a CEM vai lançar o Chatbot para responder instantaneamente a solicitações dos clientes 24 horas por dia. A CEM irá também optimizar o processo de leitura dos contadores e inspecção periódica, incluindo a função de GPS, alertas de potenciais perigos e monitorização de desempenho.

O plano de desenvolvimento para a Zona da Grande Baía realça claramente que a energia verde e de baixo carbono deve ser desenvolvida vigorosamente, e a utilização de gás natural e energia renovável deve ser acelerada. No futuro, a CEM não poupará esforços para corresponder à estratégia de desenvolvimento do Governo da RAE de Macau para construir, de forma abrangente, um sistema de energia limpo, de baixo carbono, seguro e altamente eficiente de nível mundial.

Previous
Next
Baixe o APP CEM
google pay app store
© 2022 Companhia de Electricidade de Macau – CEM, S.A. Todos os direitos reservados.
Termos de Utilização do Website da CEM | Declaração de Recolha de Dados Pessoais