Back

A CEM melhora resiliência a desastres e garante um fornecimento de energia estável em Macau

Macau, 21 de Agosto de 2018

A CEM organizou uma apresentação aos órgãos de comunicação social no Edifício CEM esta manhã, tendo falado sobre os trabalhos e medidas da CEM para melhorar a resiliência a desastres e estabilidade da energia. Entretanto, os órgãos de comunicação social foram também convidados a visitar o Centro de Controlo e posto de transformação.

Durante a apresentação, Billy Chan, Director da Direcção de Transporte e Distribuição da CEM, afirmou que o GDSE tem mantido sempre uma boa relação com a CEM. Uma vez que garantir um fornecimento de energia fiável e estável é a prioridade número 1, a CEM tem vindo activamente a optimizar a rede eléctrica e a expandir as infraestruturas locais. Face ao problema duradouro das inundações em Macau, a CEM tem vindo a debater com o GDSE formas de melhorar a capacidade de resistência a inundações das instalações eléctricas e tomou uma série de medidas para melhorar a capacidade nas zonas baixas da cidade.

A CEM tem continuado a reforçar a construção da rede de transporte e distribuição, incluindo um número de projectos de larga escala como a Subestação de 110kV do Hospital do Cotai, a Subestação da Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, a Subestação da Barra, a Subestação da Central Térmica de Macau, a terceira Subestação de 220kV do Pac On, a ligação de 220kV para a Subestação Lótus, as Subestações Canal dos Patos e Pac On, bem como a terceira interligação de 220kV de 7km de comprimento com a Guangdong Power Grid.

Outro projecto de infraestrutura importante que irá ajudar a garantir um fornecimento de energia fiável são as novas unidades de geração de turbinas a gás planeada para ser construída na Central Térmica de Coloane. Tendo em consideração o aumento da procura de energia eléctrica em Macau, a CEM sugeriu ao governo substituir algumas das antigas unidades geradoras de energia por unidades de geração de turbinas a gás mais amigas do ambiente e eficientes, na tentativa de resolver o problema de envelhecimento sério das unidades de geração existentes e assim melhorar a capacidade do fornecimento de energia local. Após o trabalho preliminar para a aprovação do projecto pelo governo o ano passado, a CEM lançou um concurso internacional em Dezembro de 2017 e que fechou em Abril de 2018. A avaliação do concurso encontra-se de momento a decorrer. Quando as novas unidades de geração de turbinas a gás ficarem operacionais, a produção de energia local irá fazer face em média a cerca de 30% do total do consumo de energia, podendo aumentar até 50% em caso de emergência. Adicionalmente, de forma a consciencializar os engenheiros electrotécnicos das técnicas de operação e manutenção para o equipamento de média-tensão, a CEM organizou seminários para os trabalhadores responsáveis pela construção, operação e manutenção do equipamento de distribuição de energia de média-tensão. Os seminários foram conduzidos por profissionais da CEM, que transmitiram os seus conhecimentos e proporcionaram demonstrações operacionais.

Além dos novos projectos de infraestrutura, a CEM tem vindo a implementar com sucesso medidas de prevenção contra inundações nas zonas baixas da cidade, o que se espera venha a melhorar a resiliência a desastres em Macau. Através da experiência de outros tufões, a CEM trabalhou em soluções com o GDSE e planeou medidas de prevenção contra inundações e soluções que reduzam o risco de exposição de equipamento eléctrico a inundações e o impacto no público. As medidas incluem optimização da rede de média-tensão e elevação de equipamento eléctrico, bem como instalação de barreiras contra inundações, reforço da cobertura da cablagem, instalação de sistemas de alarme de inundação e bombas de depósito nos postos de transformação. Em relação a medidas de longo prazo, a CEM fez uma revisão aos padrões para as instalações eléctricas nos edifícios em termos de protecção contra inundações, que podem vir a melhorar a capacidade de resistência a inundações das instalações eléctricas nos novos edifícios das zonas baixas. A CEM também está a planear proceder à recolocação de alguns postos de transformação perto do Porto Interior para níveis superiores. Esta medida resolve os problemas de inundações a longo prazo, bem como também melhora a capacidade da rede eléctrica nas zonas mais antigas da cidade.

Após a sessão de apresentação, a CEM convidou os órgãos de comunicação social a visitarem a Sala de Controlo do Centro do Sistema de Despacho para conhecerem a operação do sistema de alarme contra inundações. Em seguida, o grupo foi convidado a inspeccionar um posto de transformação equipado com instalações de controlo de inundações.

Previous
Next
Baixe o APP CEM
google pay app store
© 2022 Companhia de Electricidade de Macau – CEM, S.A. Todos os direitos reservados.
Termos de Utilização do Website da CEM | Declaração de Recolha de Dados Pessoais