Back

A CEM participa na 8ª "Cimeira da Indústria de Energia de Guangdong, Hong Kong e Macau” em Xinjiang

Macau, 26 de Julho de 2018

A 8ª edição da "Cimeira da Indústria de Energia de Guangdong, Hong Kong e Macau” foi organizada pela China General Nuclear Power Corporation (CGN, na sigla inglesa) e teve lugar no Município de Burqin, Altay, Xinjiang, no dia 26 de Julho. A China Southern Power Grid Corporation Limited (CSG, na sigla inglesa) lançou a iniciativa e em Setembro de 2011 foi realizada a primeira Cimeira, em Macau, com o apoio da CLP Holdings Limited (CLP) e da Companhia de Electricidade de Macau – CEM. S.A (CEM). A CGN foi convidada a participar na Cimeira a partir de 2012. A Cimeira é uma importante plataforma que tem como objectivo promover a cooperação entre as companhias de electricidade de Guangdong, Hong Kong e Macau e reforçar os recursos energéticos na região.

Os Executivos das quatro empresas presentes na Cimeira foram Li Qingkui, Presidente do Conselho de Administração da CSG; Richard Lancaster, Presidente da Comissão Executiva da CLP; He Yu, Presidente do Conselho de Administração da CGN, e Fu Jianguo, Presidente do Conselho de Administração da CEM. Este ano o tema da Cimeira foi “Nova Era, Nova Energia, Novo Desenvolvimento, Novo Progresso”.

Para Fu Jianguo, dirigindo-se aos presentes, a energia é a força que conduz o desenvolvimento económico e social, bem como é o catalisador da civilização. O uso extensivo de combustíveis fósseis, como o carvão e o petróleo, levou à evolução da sociedade que vivia da pesca, caça e colecta para uma civilização agrícola e, posteriormente, para uma sociedade industrial, mas também trouxe vários desafios como a poluição ambiental e alterações climáticas. Recursos e restrições ambientais tornaram-se num problema global, restringindo o desenvolvimento sustentável da sociedade. Como resolver o problema e acelerar a transformação para uma nova energia limpa, com baixas emissões de carbono, inteligente e eficiente tornou-se uma iniciativa estratégica importante a nível global. Sendo o maior produtor e consumidor de energia do mundo, a China está a conduzir uma transformação e reforma da energia, uma iniciativa que está de acordo com a tendência global e que responde à procura do seu próprio desenvolvimento sustentável. Estimulado por novas tecnologias energéticas, tecnologias de informação e pressão global para redução de emissões de carbono, energia verde e baixas emissões de carbono vai dominar o futuro, os modelos de produção e consumo vão ser altamente inteligentes, e a energia limpa irá ser inevitavelmente a mais importante energia no futuro.

Fu Jianguo referiu que as sedes das quatro companhias de electricidade participantes estão localizadas no coração da Zona da Grande Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau, que é a principal área de consumo de energia da China, e uma zona importante de produção de equipamentos de energia de alta-gama. Com a construção da Zona da Grande Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau, Fu Jianguo espera que as quatro companhias de electricidade das três regiões possam trabalhar em conjunto e dar o exemplo na transformação para uma energia verde. Fu Jianguo espera que as empresas desenvolvam um relacionamento mais forte e próximo através da Cimeira, proporcionando um novo desenvolvimento verde, altamente eficiente e sustentável do sector da energia e impulsionando uma nova forma de atender ao desenvolvimento da indústria da energia na Zona da Grande Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau.

A CGN convidou Zhang Yansheng, Chefe de Investigação do Centro de Intercâmbio Económico Internacional da China, e Guo Wanda, Vice-Presidente Executivo do Instituto de Desenvolvimento da China (Shenzhen), para partilharem os seus conhecimentos sobre os tópicos “Expansão da abertura e aprofundamento da cooperação: determinação e confiança da China” e “Perspectivas de planeamento para a Zona da Grande Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau e oportunidades e desafios para as companhias de electricidade” na Cimeira, numa tentativa de inspirar e orientar outros participantes a discutir e a partilhar os seus pontos de vista sobre os temas.

Para além das apresentações, o organizador também organizou visitas de estudo. Os participantes visitaram o parque eólico de Altay, o projecto independente fotovoltaico gerador de energia em áreas onde não há acesso a electricidade, e ainda um projecto de conservação de água em áreas sem acesso à mesma em Altay. O parque eólico da CGN em Altay, localizado a 80km da zona urbana desta cidade, tem uma capacidade planeada de 4,95MW e uma capacidade instalada de 49.500kW, com 33 eólicas de 1.500kW cada. O parque eólico cobre uma área de cerca de 10 km2 no total, e pode produzir 120 milhões de kilowatt/h de energia limpa a cada ano. O projecto independente fotovoltaico gerador de energia em Altay tem respondido às necessidades de electricidade de 24.611 pessoas em 6.197 domicílios, em áreas sem acesso a electricidade, desempenhando um papel positivo na melhoria da qualidade de vida dos agricultores e pastores.

 

Outros executivos que marcaram também presença na Cimeira incluíram Liu Qihong, Presidente do Conselho de Administração da Guangdong Power Grid Company; Tang Hongjian, Presidente do Conselho de Administração da CSG International Company, Chan Siu Hung, Director Geral da CLP na China; Gao Ligang, Presidente da CGN, bem como Shi Yulin e Benjamin Yue, respectivamente, Director Executivo e Assessor Principal da Comissão Executiva da CEM.

Previous
Next
Baixe o APP CEM
google pay app store
© 2022 Companhia de Electricidade de Macau – CEM, S.A. Todos os direitos reservados.
Termos de Utilização do Website da CEM | Declaração de Recolha de Dados Pessoais