Back

A CEM melhora a capacidade de protecção das instalações eléctricas nas zonas baixas da cidade

Macau, 24 de Julho de 2018

Desde o Tufão Hato, a Companhia de Electricidade de Macau, CEM – S.A. (CEM) tem estado a dar seguimento aos trabalhos de defesa contra inundações das instalações eléctricas nas zonas baixas da cidade. À medida que a época de tufões se inicia, o público está em geral mais preocupado com a capacidade de protecção contra inundações nas zonas baixas da cidade. Nesse sentido, a CEM organizou uma apresentação aos órgãos de comunicação social sobre as medidas de defesa contra inundações nas zonas baixas da cidade, que teve lugar esta tarde no Centro de Despacho da CEM, tendoapresentado o progresso dos respectivos trabalhos, bem como organizado visitas a dois postos de transformação situados perto da Rua da Praia do Manduco.

Durante a apresentação, Billy Chan, Director da Direcção de Transporte e Distribuição da CEM, sintetizou os sérios danos causados o ano passado pelo tufão Hato nas instalações eléctricas nas zonas baixas da cidade, que afectaram as instalações eléctricas no interior dos postos de transformação e as caixas de distribuição de baixa tensão e as portinholas instaladas ao nível do solo. A CEM iniciou os trabalhos de manutenção imediatamente após o Tufão. Um total de 3.463 portinholas, 73 caixas de distribuição, 34 RMUs e 31 transformadores foram reparados ou substituídos. Todo o processo precisou de mais de 2.700 dias-homem para estar concluído. Durante esse período, a CEM manteve uma relação próxima com o Gabinete para o Desenvolvimento do Sector Energético (GDSE) e em conjunto promoveram soluções, com o intuito de reduzir o risco do equipamento eléctrico ser afectado por inundações e o impacto sobre os cidadãos.

A CEM concluiu recentemente inspecções e substituições de uma quantidade significativa de equipamentos, mas o trabalho continua. Em resposta às inundações causadas pela tempestade, a CEM investigou e lançou uma série de medidas de defesa contra inundações. Os trabalhos de defesa contra inundações relacionados com as instalações eléctricas incluem a optimização da rede de média tensão para evitar que equipamento de distribuição de energia situado em zonas mais altas sejam afectados por instalações eléctricas nas zonas baixas da cidade, elevação das caixas de distribuição e portinholas instaladas nas ruas e as instalações eléctricas dentro dos postos de transformação, bem como aumentar simultaneamente a capacidade da rede de energia. As medidas de defesa contra inundações destinam-se aos postos de transformação e incluem a instalação de barreiras contra inundações, o reforço da cobertura dacablagem, instalação de sistemas de alarme de inundação e bombas de depósito para melhorar a capacidade dos postos de transformação na resistência a inundações. Espera-se que o impacto das inundações no fornecimento de energia possa ser minimizado através das medidas de defesa contra inundações referidas.

Billy Chan realçou que assegurar um fornecimento de energia fiável e estável foi sempre a prioridade da CEM. No entanto, quando se enfrenta catástrofes naturais, a CEM pode precisar de suspender o fornecimento de energia, dependendo da situação, para garantir a segurança pública e prevenir vários estragos nas instalações eléctricas. A CEM espera que todas estas medidas de defesa contra inundações possam ajudar em termos de resistência e em termos de atraso no processo, e ao mesmo tempo minimizar o impacto no sistema de fornecimento de energia e nos cidadãos.

Em relação às medidas de longo prazo de defesa contra inundações, a CEM reviu os padrões das instalações eléctricas em edifícios em termos de protecção contra inundações, que por sua vez podem melhorar a capacidade de resistência a inundações de instalações eléctricas em novos edifícios nas zonas baixas da cidade. Adicionalmente, a CEM encontra-se à procura de novos locais no Porto Interior para recolocar alguns dos postos de transformação a um nível mais elevado. Esta medida pretende resolver no longo prazo tanto os problemas relacionados com inundações, bem como aumentar a capacidade da rede eléctrica nas zonas mais antigas da cidade. A coordenação e apoio dos residentes e do Governo da RAE de Macau é particularmente importante uma vez que a infraestrutura eléctrica tem de ser mudada e melhorada de acordo com o planeamento urbano.

Para os órgãos de comunicação social perceberem melhor o projecto, estes foram convidados a visitar dois postos de transformação localizados na Rua do Dr. Lourenço Pereira Marques e na Rua da Praia do Manduco. As instalações eléctricas dos anteriores postos de transformaçãos foram já elevadas, ao mesmo tempo que foram introduzidas múltiplas medidas de protecção contra inundações.

Previous
Next
Baixe o APP CEM
google pay app store
© 2022 Companhia de Electricidade de Macau – CEM, S.A. Todos os direitos reservados.
Termos de Utilização do Website da CEM | Declaração de Recolha de Dados Pessoais