Back

‘Embaixadores de Energia’ da CEM visitam instalações eléctricas verdes em Hong Kong para alargar horizontes

Macau, 10 de Agosto de 2017

A Companhia de Electricidade de Macau - CEM, S.A. (CEM) lançou em Setembro do ano passado o Programa de Formação “Embaixadores de Energia”, destinado a reforçar o interesse dos alunos na energia e ajudá-los a estabelecer conceitos correctos de poupança de energia e protecção ambiental. O Programa atraiu mais de 50 alunos do 5º e 6º anos de 12 escolas secundárias.

Durante o ano em que durou o Programa de Formação, os alunos visitaram Macau, Hong Kong e a China continental para aprender sobre o fornecimento de energia nas três regiões e assim ampliarem a sua perspectiva. As duas primeiras visitas realizaram-se em Macau e Guangzhou em Janeiro e Abril, respectivamente. Na CEM, os alunos aprenderam sobre o processo de produção de energia eléctrica, e entenderam a produção local e o trabalho dos engenheiros. Em Guangzhou, visitaram o “Centro de Experiência de Carros Eléctricos” para conhecer o sistema avançado de substituição automatizada de baterias de veículos eléctricos, e o “Centro de Formação Vocacional de Energia Eléctrica de Nansha”, onde experimentaram diversos materiais de formação sobre energia eléctrica, compreendendo a importância da utilização adequada da energia eléctrica.

A visita final realizou-se recentemente em Hong Kong, à Central de Energia ‘Black Point’ da CLP e ao ‘T-Park’. A Central de Energia ‘Black Point’ está localizada nos Novos Territórios de Hong Kong, e começou a operar em 1996, sendo a primeira central de energia a usar gás natural para gerar energia eléctrica em Hong Kong, e também uma das maiores centrais de energia de ciclo combinado a gás no mundo. A utilização de gás natural para produção de energia eléctrica pode reduzir em grande escala as emissões de gases para ajudar a proteger o ambiente.

O outro local, o ‘T-Park’, é uma central de tratamento de lamas e centro de educação ambiental construído pelo Governo da RAE de Hong Kong, com o objectivo de encorajar uma alteração positiva na atitude da população e no seu comportamento, no que diz respeito à gestão de resíduos, recuperação de recursos e reciclagem. O ‘T-Park’ rege-se pelo princípio de ‘valorização de resíduos’. As lamas são um subproduto do tratamento de esgotos, em que, através de tecnologia avançada de incineração, a energia do calor gerado no processo é recuperada e transformada em energia eléctrica que sustenta o consumo de energia do ‘T-Park’. Isso não só reduz grandemente a quantidade de resíduos a serem despejados nos aterros, mas também pode gerar desenvolvimento sustentável.

Comentando a visita a Hong Kong, os alunos participantes referiram que a Central de Energia ‘Black Point’ utiliza gás natural para produção de energia, que é amigo do ambiente, ao mesmo tempo que reduz a poluição atmosférica. Macau deveria adoptar uma forma mais amiga do ambiente para gerar energia eléctrica e reduzir as emissões de carbono, de forma a proteger o ambiente local. Por outro lado, o projecto geral do ‘T-Park’ é autosuficiente, sem fornecimento exterior de água nem energia eléctrica. As instalações conseguem gerar energia eléctrica e produzir um excedente de energia que pode ser exportado para a rede pública de energia para abastecer até 4.000 lares. O conceito geral de planeamento é perfeito. Os alunos compreenderam que a implementação da protecção ambiental pode ser conseguida de várias formas, desde a aplicação de materiais amigos do ambiente, como o vidro eficiente e madeira recondicionada, no planeamento do desenvolvimento urbano e na construção, que de raiz utiliza de forma adequada a luz solar e a ventilação natural, bem como a arborização.

Previous
Next
Baixe o APP CEM
google pay app store
© 2022 Companhia de Electricidade de Macau – CEM, S.A. Todos os direitos reservados.
Termos de Utilização do Website da CEM | Declaração de Recolha de Dados Pessoais