Back

A CEM convida os órgãos de comunicação social a celebrar conjuntamente o Ano Novo Chinês e compromete-se a prestar serviços de energia eléctrica mais inteligentes e amigos do ambiente

Macau, 23 de Fevereiro de 2017

A Companhia de Electricidade de Macau - CEM, S.A. (CEM) organizou um Almoço de Primavera com os Órgãos de Comunicação Social no Wynn Palace no dia 23 de Fevereiro, convidando as chefias e jornalistas de primeira-linha dos vários órgãos de comunicação social locais, para conjuntamente celebrar o Ano do Galo, bem como expressar um agradecimento pelo apoio recebido durante o ano anterior. De entre os convidados de honra estavam Zhu Hong, Vice-director do Departamento para os Assuntos Económicos do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAE de Macau; Samuel Lou, Vice-coordenador do Gabinete para o Desenvolvimento do Sector Energético da RAEM; Vong Kok Seng e Lei Chi Fong, Presidente e Vice-presidente da Comissão de Ligação CEM-Clientes; de entre os quadros executivos da CEM presentes no evento estavam o Presidente do Conselho de Administração, os membros da Comissão Executiva, assessores da Comissão Executiva e directores de vários departamentos.

Xu Kaicheng, Presidente do Conselho de Administração da CEM, afirmou no seu discurso de boas-vindas que com respeito à sua produção de energia, instalações de transporte e de distribuição de energia, a estratégia de investimento da CEM tem sido pragmática numa perspectiva de longo prazo. Todos os gastos devem apoiar os objectivos de manter a fiabilidade do fornecimento de energia, bem como melhorar a eficiência da produção de energia e do serviço ao cliente. A CEM manteve em 2016 a fiabilidade do fornecimento de energia num nível mundial, com um Índice de Disponibilidade Média do Serviço (ASAI), tendo por base a responsabilidade da CEM, de 99,9998%. Guiados pelos valores fundamentais da Companhia, a CEM tem-se empenhado em cumprir a sua responsabilidade social corporativa, de modo a apoiar o desenvolvimento sustentável de Macau. A Empresa pretende também providenciar um fornecimento de energia seguro, fiável, com tarifas razoáveis, e amigo do ambiente aos seus clientes, bem como atrair e exponenciar talentos.

Bernie Leong, Presidente da Comissão Executiva da CEM, partilhou com os presentes o desempenho da CEM durante o ano anterior bem como as linhas de orientação para o próximo ano. O consumo de energia atingiu um novo recorde máximo no ano passado de 5,8% para 5255 GWh e o pico da procura aumentou 5,6% para 932 MW. O custo de produção de energia de local foi mais reduzido do que o custo de importação de energia da China Continental, a produção de energia local em 2016 cresceu 4,5%, representando 15% do total do consumo de energia de Macau. Por outro lado, a importação de energia da China Continental também aumentou 6%, representando 82% do total do consumo de energia. Para melhorar o fornecimento de energia nas zonas residenciais mais antigas, a CEM tem vindo a colaborar com o Governo da RAE de Macau para identificar possíveis localizações para a instalação de mais subestações de transformadores. Em 2016, a CEM construiu com sucesso seis novas subestações de transformadores – três na Rua de Cinco de Outubro, uma na Rua da Praia do Manduco, e duas na Rua do Cunha, na Taipa.

Para optimizar a experiência dos clientes aquando da utilização do serviço online, a CEM lançou um novo website incorporando o website corporativo existente e o “portal de e-Serviços” numa plataforma de serviços integrados, tendo por base os hábitos de visualização dos utilizadores de hoje, juntamente com a “App e-Serviços”, possibilitando aos clientes uma consulta mais conveniente e uma experiência de serviços one-stop. Os clientes podem gerir as suas contas de electricidade através da Internet, incluindo solicitar um novo fornecimento de energia, alterar o titular do contrato, rescindir o contrato, comunicar a leitura feita pelo cliente e agendar a leitura do contador, alterar o idioma da factura e o endereço electrónico, bem como solicitar o aviso de pagamento e a e-factura, entre outros.

Além disso, a CEM colocou bastantes esforços para instalar estações de carregamento de veículos eléctricos em 2016. Um total de 71 estações de carregamento de veículos eléctricos estão agora disponíveis em 18 parques automóveis públicos de Macau, com diferentes velocidades de carregamento, para ir de encontro a diferentes necessidades.

Olhando para 2017, para além de providenciar aos clientes um fornecimento de energia fiável a preços razoáveis, a CEM irá também procurar prestar um serviço de energia mais inteligente e amigo do ambiente. A CEM irá levar a cabo o projecto piloto de contadores inteligentes e instalar o novo centro de despacho, com certificação ‘LEED’, em Coloane. Através de programas educativos, direccionados ao público e às escolas, bem como a expansão da rede de estações de carregamento de veículos eléctricos em diferentes zonas residenciais, com o objectivo a médio prazo de disponibilizar aos cidadãos cerca de 250 estações de carregamento de veículos eléctricos, dentro de cinco anos, a CEM espera contribuir para a construção de uma sociedade mais verde, com ênfase na protecção ambiental para as futuras gerações de Macau.

Em termos de serviço, a CEM encontra-se neste momento a renovar o lobby do Centro de Atendimento a Clientes do Edifício CEM com o objectivo de proporcinar aos clientes uma experiência totalmente nova, com um design único, um novo fluxo de atendimento, e uma área de espera inovadora.

Para reforçar ainda mais a capacidade e estabilidade da importação proveniente da China Southern Power Grid, a CEM vai proceder à construção de uma terceira interligação. Os novos circuitos irão aumentar a capacidade total da interligação em 33%.

Perspectivando o futuro, e com o crescer da ameaça do aquecimento global, a CEM acredita que irá servir o interesse do público adoptando uma produção de energia com menor emissão de carbono, através da utilização de gás natural. É esperado que o fornecimento de gás natural retome no início de 2017. Para alguns dos geradores mais antigos, está eminente a sua substituição por unidades de produção de ciclo combinado de turbinas a gás, mais eficientes e amigas do ambiente. Em relação a esta matéria, a CEM tem vindo a negociar com o Governo da RAE de Macau, com o objectivo em vista de manter a capacidade de produção de energia local, aumentar a flexibilidade da diversificação das fontes de energia, e aumentar a segurança do fornecimento de energia em Macau, bem como ajudar a reduzir a emissão de gases. A CEM espera que os respectivos projectos sejam aprovados dentro em breve.

Previous
Next
Baixe o APP CEM
google pay app store
© 2022 Companhia de Electricidade de Macau – CEM, S.A. Todos os direitos reservados.
Termos de Utilização do Website da CEM | Declaração de Recolha de Dados Pessoais