Back

A CEM organiza almoço de primavera para os órgãos de comunicação social e anuncia planos de investimento na melhoria do serviço a clientes e estabilidade do fornecimento de energia

Macau, 1 de Março de 2016

Em reconhecimento do apoio dos órgãos de comunicação social à CEM no decorrer do último ano, a Companhia de Electricidade de Macau - CEM, S.A. (CEM) organizou um ‘Almoço de Primavera com os Órgãos de Comunicação Social’ no Hotel JW Marriott Macau no dia 1 de Março de 2016 para celebrar o Ano Novo Chinês. Os vários representantes da comunicação social, bem como Zhu Hong, Vice-director do Departamento para os Assuntos Económicos do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAE de Macau; Victor Chan, Director do Gabinete de Comunicação do Governo; Echo Lio, Assessora Técnica Sénior do Gabinete para o Desenvolvimento do Sector Energético; Vong Kok Seng, Presidente da Comissão de Ligação CEM-Clientes, foram convidados a estar presentes no evento.

Xu Kaicheng, Presidente do Conselho de Administração, afirmou que 2015 foi um ano de grande desafio para Macau. A economia local enfrentou um desaceleramento, contudo, a CEM manteve um crescimento estável na sua actividade operacional, muito por via dos esforços da sua administração e empregados. O consumo de energia continuou a verificar um novo máximo, com um crescimento análogo de 6,2%. Na linha do apoio concedido pelo Governo da RAE de Macau, a CEM recebeu a aprovação de um montante de 980 milhões de patacas para o Plano de Desenvolvimento Anual 2016. A CEM irá continuar a investir em importantes infraestruturas de modo a contribuir para o desenvolvimento de Macau e fazer face ao crescimento da procura de energia eléctrica, resultante do desenvolvimento da sociedade, e para prestar serviços estáveis e de qualidade aos seus clientes.

Bernie Leong, Presidente da Comissão Executiva da CEM, reportou aos convidados presentes os resultados do desempenho da CEM e apresentou o plano de investimento futuro. Uma vez que os preços dos combustíveis baixaram significativamente na parte final de 2015, resultando em custos mais baixos por parte da produção local, em comparação com os custos de importação, desta feita a CEM produziu 753GWh de energia eléctrica localmente, mais 73% do que em 2014. Por outro lado, 4.055GWh de energia eléctrica foram importados do continente para Macau, uma redução de 1,1% em comparação com 2014, sendo a primeira redução de sempre registada. Mesmo assim, totalizou 81,6% do consumo de energia eléctrica de Macau.

O total do investimento da CEM em 2015 foi de aproximadamente 960 milhões de patacas, dos quais 750 milhões de patacas foram aplicados na expansão e melhoria das redes de transporte e distribuição. Múltiplas novas subestações foram construídas e entraram em funcionamento no último ano, incluindo o Depósito da Subestação Primária no Cotai para o Sistema do Metro Ligeiro, a Subestação Primária da Ilha Verde, a Subestação de Comutação do Wynn Macau e a Subestação de Comutação do The Parisian.

Devido ao sério envelhecimento de alguns dos geradores, a CEM tem estado em negociações com o Governo de Macau para substituir algumas unidades de produção de energia a Diesel, obsoletas e ineficientes, por unidades de turbina a gás mais eficientes e amigas do ambiente, as quais poderão ser cruciais para reter a capacidade de produção de energia de Macau e contribuir para a capacidade de negociação da CEM, bem como para melhorar a segurança do fornecimento de energia de Macau. A utilização de gás natural na produção de energia pode também ajudar a reduzir as emissões atmosféricas.

Na perspectiva de 2016, a CEM irá rever o plano geral de desenvolvimento da rede a cinco anos. A CEM vai investir cerca de 680 milhões de patacas nos projectos de larga-escala aprovados, incluindo as subestações de alta tensão do Centro Hospitalar no Cotai, Hospital Conde S. Januário e da ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, bem como outros investimentos nas redes de transporte e distribuição. O projecto do novo Centro de Despacho foi aprovado pelo Governo da RAE de Macau em 2015. O Centro estará localizado na Central Térmica de Coloane, sendo o primeiro edifício da CEM com um centro operacional verde com a certificação LEED. Além disso, de modo a melhorar a nossa comunicação com os clientes e aumentar a eficiência operacional dos nossos serviços de primeira-linha, vários serviços ao cliente irão ser melhorados, incluindo a actualização e relançamento da actual Aplicação da CEM, a introdução de um novo quiosque multi-funções “self-service” nos centros de atendimento. O plano de substituição dos contadores electromecânicos está previsto terminar em 2017.

A CEM tem-se dedicado em prestar aos cidadãos um serviço de fornecimento de energia estável e de excelente qualidade. Para além disso, a CEM tem também dado grande importância ao cumprimento da sua responsabilidade social, apoiando os vários grupos sociais e contribuindo para a sociedade. A CEM organizou uma série de actividades em 2015 especialmente dedicadas aos grupos sociais mais vulneráveis e promoção da conservação de energia, como sejam o “Programa da Comunidade”, o “Prémio de Excelência Para Cidadãos Sénior”, o programa de estágio “Estrelas em Potência da CEM”, o programa “Embaixadores CEM 1+1 Programa Sénior”, a iniciativa “Uma Semana @ CEM”, o “Concurso de Cozinha por Indução – Alimentação Saudável”, o “Concurso de Fotos Instantâneas sobre Poupança de Energia”, entre outras.

Os meios de comunicação social são um importante canal para a CEM comunicar com os cidadãos. A CEM está agradecida pelo apoio dado pelos órgãos de comunicação social ao longo do tempo, nomeadamente na partilha de informação aos cidadãos sobre os serviços de energia eléctrica, permitindo aumentar a consciencialização dos cidadãos sobre segurança na utilização de energia eléctrica e protecção ambiental.

Previous
Next
Baixe o APP CEM
google pay app store
© 2022 Companhia de Electricidade de Macau – CEM, S.A. Todos os direitos reservados.
Termos de Utilização do Website da CEM | Declaração de Recolha de Dados Pessoais