Back

A CEM organiza conferência de imprensa para apresentar projecto de colocação de cabos para melhoria da estabilidade da rede de energia

Macau, 20 de Maio de 2015

A CEM organizou uma conferência de imprensa no Edifício CEM no dia 20 de Maio para apresentar os próximos trabalhos de excavação a ter lugar nas zonas da Areia Preta e Toi San, com o objectivo de manter a estabilidade do fornecimento de energia eléctrica em Macau. A CEM espera que os cidadãos entendam a necessidade de levar a cabo estes trabalhos. Estiveram presentes na conferência de imprensa o Chefe-substituto da Divisão de Coordenação do Departamento de Gestão de Tráfego da Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego, Leong Kei Yiu, o Engenheiro Chong Chi Keong, a Directora do Gabinete de Comunicação e Relações Públicas da CEM, Cecilia Nip, o Engenheiro Sénior Ernesto do Rosário e o Engenheiro Gabriel Chan da Direcção de Planeamento, Engenharia e Construção da CEM, etc.

Para fazer face ao rápido desenvolvimento de Macau e a crescente procura de energia eléctrica, a CEM necessita de expandir e reforçar a rede de energia de alta tensão de 66 kV, por forma a melhorar a rede de energia de transporte e distribuição, bem como providenciar um fornecimento de energia seguro e estável a Macau, e desta feita ir ao encontro do futuro crescimento do consumo de energia eléctrica.

Durante a conferência, Ernesto do Rosário apresentou aos média o projecto de expansão e reforço da rede de energia de alta tensão de 66 kV. O projecto faseado terá início no final de Maio, e incluirá duas partes principais – trabalhos de excavação e colocação de cabos nas zonas da Areia Preta e Toi San, respectivamente. As áreas afectadas incluiem a Estrada do Arco, o Istmo de Ferreira do Amaral, a Avenida de Tamagnini Barbosa, a Rua do Templo Lin Fong, a Rua Central de Toi San, a Avenida 1º. de Maio, a Avenida do Nordeste, a Rua do Canal Novo, a Rua do Mau Kau Sea e a Rua Nova da Areia Preta. O projecto será totalmente finalizado em meados de Julho.

Para minimizar o impacto causado pelos trabalhos de excavação, a CEM vai contratar quatro empreiteiros para operarem simultaneamente, e desta forma reduzir a duração do projecto. Para além disso, a CEM tem vindo a trabalhar em estreita colaboração com os relevantes departamentos do Governo da RAE de Macau.

Para atender às necessidades dos trabalhos, serão fixadas restrições temporárias ao trânsito nas zonas mencionadas em cima. Espaços de estacionamento de motociclos, zonas de parquímetros, bem como áreas de cargas e descargas nas referidas zonas serão ajustadas ou encerradas temporariamente.

Na sequência dos trabalhos necessários na Avenida 1º. de Maio, a paragem de autocarro “Avenida 1º. de Maio / Kuong Wa” será encerrada e os trabalhos de colocação de cabos na Estrada do Arco terão início no mês de Junho. Durante a execução dos trabalhos, estará apenas disponível uma via para circulação do trânsito na Estrada do Arco, pelo que os condutores poderão apenas circular em direcção à Ilha Verde nesta via. Em termos de reordenamento das rotas dos autocarros, os autocarros que se dirigem para Nordeste com os números 1A, 7, 7A, 28B e 28BX serão desviados para a Avenida de Artur Tamagnini Barbosa, com final de paragem temporária na estação “Istmo de Ferreira do Amaral / Jardim Triangular”. Para além disso, as paragens de autocarro “Jardim Triangular” e “Estrada do Arco” serão suspensas. A Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego irá monitorizar de perto o progresso do projecto e anunciar as alterações temporárias de controlo do tráfego durante as diferentes fases dos trabalhos. A Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego solicita aos cidadãos e condutores que tenham atenção às alterações do trânsito e que saiam de casa mais cedo.

As alterações temporárias no trânsito acima referidas poderão criar congestionamento na Avenida do Conselheiro Borja e na Avenida de Artur Tamagnini Barbosa, pelo que a Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego já informou as entidades competentes. Agentes policiais serão destacados para as referidas zonas para desviar o trânsito durante as horas de ponta. Ao mesmo tempo, a Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego tem vindo a coordenar os projectos de trabalhos de excavação das várias concessionárias locais, incluindo água, electricidade, telecomunicações, através de um mecanismo de coordenação interdepartamental dos vários trabalhos de excavação, em conformidade com o princípio de evitar repetidas excavações.

Representantes da CEM e da Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego visitaram recentemente duas das principais associações da zona norte, nomeadamente a Delegação da Zona Norte da União Geral das Associações dos Moradores de Macau e a Aliança de Povo de Instituição de Macau, para explicar os detalhes da importância do projecto, as zonas afectadas e respectivas medidas temporárias de controlo do tráfego. Através do apoio das duas associações, a CEM espera que os trabalhos de coordenação na zona possam ser efectuados de forma apropriada.

A CEM atribui sempre grande importância à qualidade do fornecimento de energia e esforça-se por melhorar as infraestruturas, de modo a prestar um fornecimento fiável, seguro e estável aos cidadãos de Macau. A CEM pede desculpa por qualquer incómodo causado aos cidadãos e aos clientes durante a execução do projecto. Os trabalhos de excavação são geralmente inevitáveis para a construção e manutenção da rede de energia, pelo que se solicita a tolerância e compreensão dos cidadãos.

Previous
Next
Baixe o APP CEM
google pay app store
© 2022 Companhia de Electricidade de Macau – CEM, S.A. Todos os direitos reservados.
Termos de Utilização do Website da CEM | Declaração de Recolha de Dados Pessoais