Back

A CEM realiza reunião com os órgãos de comunicação social para partilhar sobre o planeamento e os trabalhos de manutenção da rede de transporte e distribuição de energia

Macau, 8 de Abril de 2015

A CEM convidou os órgãos de comunicação social para uma reunião no Edifício CEM, no dia 8 de Abril, para apresentar o planeamento e os trabalhos de manutenção da rede de transporte e distribuição de energia durante o pico anual da procura. De entre os representantes da CEM incluíam-se Iun Iok Meng, Assessor da Comissão Executiva, Billy Chan, Director da Direcção de Operação e Manutenção da Rede e Simon Young, Gestor de Manutenção de Cabos e Equipamento de Distribuição, e Cecilia Nip, Directora do Gabinete de Comunicação e Relações Públicas. O planeamento e o desenvolvimento do fornecimento de energia deverão ter lugar antes do desenvolvimento das infraestruturas urbanas. Ao assistir ao rápido crescimento económico e desenvolvimento social, aquando do planeamento da construção de subestações ou melhoramento da rede de energia, os trabalhos deverão finalizar antes da implementação de cada projecto. De acordo com o plano de desenvolvimento urbanístico futuro de Macau, a estimativa da procura de energia eléctrica na próxima década é de um aumento de cerca de 90%. A CEM nunca deixou de aumentar o investimento na expansão e optimização da rede para fazer face ao aumento da procura de energia. De entre os principais projectos que serão finalizados nos próximos três anos destacam-se três subestações primárias na Ilha Verde, no Cotai e na zona do Metro Ligeiro, na Taipa, bem como duas subestações para o Hospital Conde S. Januário e o hospital no Cotai. O futuro desenvolvimento e implementação da rede inteligente, de veículos eléctricos e de energia renovável, terá também de ser tido em conta. Em 2014, o Índice de Disponibilidade Média do Serviço (ASAI) da CEM, tendo por base a responsabilidade da CEM, foi de 99,9997%, o que coloca o desempenho da CEM entre os melhores a nível mundial. Para além disso, a CEM manteve um nível de serviço de excelência, tendo mesmo superado as metas contratuais em termos de todos os indicadores-chave de desempenho.

Por forma a manter um desempenho excelente em termos de fiabilidade do fornecimento, são necessários planos preventivos de manutenção da rede. A CEM investiu um total de cerca de 100 milhões de patacas em 2014 nesta área, de modo a estender a vida útil dos activos da rede de transporte e distribuição em geral. Medidas de manutenção incluiem um equipamento especial de monitorização online para o circuito de cabos de média tensão, o qual permite a análise das condições do equipamento, e ainda a informação da instação de activos em termos de parâmetros e registos de manutenção, o que de forma eficaz melhorará a priorização dos trabalhos de manutenção e permitirá substituir equipamento antes do final da vida útil do activo, tendo resultado destas medidas a queda contínua da taxa média de falhas durante os últimos anos.

Vários testes serão levados a cabo antes do período do pico anual da procura, incluindo: efectuar o diagnóstico dos activos de cabos, monitorizar a condição operacional dos cabos através de um sistema de monitorização online, supervisionar os trabalhos de excavação de terceiros, proceder a manutenção via interrupções programadas em postos de transformação e em equipamento de baixa tensão, detectar defeitos com equipamento de monitorização térmica, efectuar medição de carga e verificação de equipamento nas zonas de maior consumo de energia, e verificar o equipamento nos postos de transformação.

Todavia, as instalações de fornecimento de energia continuarão ainda a ser afectadas e danificadas por factores externos; dos quais cerca de 40% das falhas em cabos resultaram da excavação de terceiros, que por erro destruíram os cabos e daí resultar uma falha de energia. Durante períodos de interrupção, a CEM detém uma variedade de equipamentos de contingência para fazer face a emergências incluindo gerador móvel, transformador, quadro de média tensão “RMU”, cabo “by-pass” exterior de média tensão, equipamento especial de iluminação e implementação de um programa de restabelecimento da energia no menor período de tempo possível.

A CEM realiza anualmente vários simulacros conjuntos com departamentos do Governo da RAE de Macau e com clientes, tais como situações de incêndio, tufões, ocorrências na interligação e eventos importantes. Para além disso, a CEM realiza também sazonalmente simulacros com o seu equipamento da rede de energia eléctrica dando ênfase a falhas específicas, por forma a testar e avaliar a eficácia dos planos de contingência e para melhorar a capacidade dos intervenientes na sua resposta a incidentes urgentes.

A CEM tem dado, desde sempre, grande importância à qualidade do fornecimento de energia e compromete-se a melhorar as infraestruturas de fornecimento de modo a prestar um serviço de energia estável e seguro para todos os cidadãos.

Previous
Next
Baixe o APP CEM
google pay app store
© 2022 Companhia de Electricidade de Macau – CEM, S.A. Todos os direitos reservados.
Termos de Utilização do Website da CEM | Declaração de Recolha de Dados Pessoais